Notícias de Crato, Ceará.

Ministério Público pede condenação de Zé Ailton Brasil e 12 secretários

Promotor de Justiça diz que "exceção virou regra" na administração atual e recomendou
a condenação dos gestores municipais. Foto: Prefeitura do Crato

O Ministério Público do Ceará (MPCE) pediu a condenação do prefeito de Crato, Zé Ailton Brasil (PP), e de 12 secretários, além do chefe de gabinete do gestor municipal. 

O promotor de Justiça Cleyton Bantim acusa os gestores de improbidade administrativa pela contratação de milhares de servidores temporários. No início da gestão, em 2017, o MPCE expediu uma recomendação enfatizando que as contratações temporárias só deveriam ser realizadas em consonância com o comando constitucional, e somente nas hipóteses expressamente previstas na Lei.

“Porém, o prefeito do Crato e toda a sua equipe de governo têm desvirtuado e inobservado absolutamente este comando legal e realizado contratações temporárias para o exercício das mais variadas e ordinárias funções da administração municipal. O que deveria ser uma exceção virou regra de contratação para o serviço público, em total descompasso com a vontade da Constituição”, relata Bantim.

Na mesma ação, o promotor de Justiça recomendou - e a 2ª Vara Cível da Comarca de Crato acatou, na segunda-feira (14) – a suspensão de seleção pública para contratação de profissionais temporários, realizada na última semana.


ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Prefeito de Crato garante urbanização da Baixada Fluminense

Recursos articulados pelo vereador Amadeu de Freitas (PT) junto a deputada federal Luizianne Lins (PT), por meio de emenda parlamentar, v...