Notícias de Crato, Ceará.

App criado por estudantes mapeia flora e bens históricos do Parque Estadual Sítio Fundão

Ecomapss já está disponível para download e será oficialmente lançado na sexta, 12
Fotos: Divulgação


Da assessoria de comunicação do IFCE - Crato

Um aplicativo criado por professores e estudantes do campus de Crato do IFCE mapeou a flora e os bens históricos tombados do Parque Estadual Sítio Fundão, uma unidade de conservação localizada no município de Crato. Chamada de Ecomapss, a ferramenta identifica e dá informações sobre plantas nativas, fósseis e pontos históricos da região. A iniciativa é uma parceria entre o campus e a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e será lançada oficialmente no dia 12 de janeiro, a partir de 8h, com uma trilha interpretativa pelo parque.

O projeto foi desenvolvido pelos professores Gauberto Barros (Zootecnia) e João Alberto Abreu (Sistemas de Informação) e pelos estudantes João Willamy e Matheus Soares, do curso de Sistemas de Informação. Para os alunos, o grande desafio foi mergulhar em um assunto que eles não dominavam: “O maior aprendizado que a gente teve foi em relação ao meio ambiente. A gente está muito focado na área da tecnologia e às vezes se distancia um pouco da natureza. Além disso, aprendemos a parte técnica, com novas tecnologias”, explica Matheus.



O objetivo inicial era mapear a flora nativa do próprio campus do IFCE, que também fica numa área de proteção ambiental. Mas a ideia cresceu e agora ajudará os visitantes do Parque Estadual Sítio Fundão. Acompanhada de um mateiro, a equipe do projeto percorreu o parque para fazer o levantamento das espécies, identificando-as e fazendo o georreferenciamento. Depois, as informações foram inseridas no aplicativo e as plantas e bens identificados receberam placas com um código QR. Assim, basta o usuário baixar o app e aproximar o celular da placa para ter acesso a nome, história, origem, uso e outras curiosidades sobre as espécies.

Além de informar os visitantes do parque, o app pode ser utilizado em aulas de campo e servir como fonte de pesquisa. O objetivo, segundo os professores responsáveis pelo projeto, é despertar para a importância do aprendizado sobre a diversidade da flora nativa e apoiar projetos de educação ambiental, unindo meio ambiente e tecnologia. “A partir do uso desse aplicativo, podemos ter uma ampliação da sala de aula. A aula fica mais atrativa, interessante e proveitosa, além de ser um auxílio à aprendizagem”, explica o professor João Alberto.



Rose Feitosa, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, conta que a iniciativa faz parte das comemorações de aniversário do Parque Estadual Sítio Fundão, que completa dez anos em 2018. Segundo ela, o aplicativo também é capaz de promover a inclusão social de pessoas com mobilidade reduzida: “Os QR codes serão disponibilizados no centro de visitantes da unidade. A pessoa tem acesso às mesmas informações que teria se fizesse a trilha. Vai trabalhar educação ambiental da mesma maneira e permitir a inclusão de todos os visitantes do parque”.

O aplicativo para Android já está disponível para download gratuito na PlayStore. O Ecomapss pode ser adaptado para outras unidades de conservação: outras áreas protegidas já mostraram interesse pelo app e atualmente passam pela fase de levantamento de informações do local.

SERVIÇO

Lançamento do aplicativo Ecomapss

12 de janeiro de 2018, a partir de 8h
Parque Estadual Sítio Fundão
Rua José Franca de Alencar, s/n, Seminário – Crato/CE
Mais informações pelo telefone: (88) 3523-8404


ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Caminhão de limpeza pública derruba árvore de projeto

Árvore frutífera fazia parte do projeto Cinturão Verde, para educação ambiental e outras práticas Foto: Coletivo Camaradas Moradores ...