Notícias de Crato, Ceará.

Escola estadual pode fechar após 50 anos em Crato

Foto: Google Maps - Reprodução


O Colégio Presidente Vargas pode fechar após cinquenta anos de atividades em Crato. A proposta já era pensada há doze anos, mas passou a se concretizar quando a escola contou com apenas 31 alunos no ensino médio em 2011. 


De acordo com a coordenadora da Crede 18, Luciana Brito, a escola pode ser fechada no bairro Mirandão e passar a funcionar no distrito de Santa Fé, onde ela possui um núcleo cujo número de alunos ultrapassou duzentos no ano letivo passado.

“Vimos que realmente fica muito complicado funcionar uma escola e os professores que estavam comigo concordaram”, afirma Luciana. “Portanto, usamos uma palavra diferente que é redimensionar e fazê-la funcionar bem na localidade onde existe demanda para ela”.

Ainda segundo a coordenadora, a Crede vai acompanhar os alunos que estudaram na escola no primeiro e segundo anos do ensino médio, bem como os professores. “Temos escolas próximas e jamais vamos tomar uma atitude dessas sem ver se existem vagas, sem a possibilidade de acomodar esses alunos e professores”.



Início do ano letivo

O ano letivo para escolas estaduais começou nesta segunda-feira (12), em Crato. As aulas em escolas municipais estão agendadas para 27 de março. Quanto ao prédio da escola Presidente Vargas, no Mirandão, a Crede informa que não ficará ocioso, mas atividades serão desenvolvidas pelo Governo do Estado.


ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Caminhão de limpeza pública derruba árvore de projeto

Árvore frutífera fazia parte do projeto Cinturão Verde, para educação ambiental e outras práticas Foto: Coletivo Camaradas Moradores ...