Notícias de Crato, Ceará.

Crato precisa de concurso público, defende vereador


O vereador Amadeu de Freitas (PT) defendeu, durante a sessão de segunda-feira (6), a realização de concurso para a profissionalização do serviço público em Crato. O parlamentar afirma entender que a situação financeira do município requer contratações temporárias, porém argumenta que é preciso encontrar uma solução para viabilizar um concurso público em Crato.

“Sempre defendemos que o serviço público seja profissional. A população merece um serviço público de qualidade e, para que ele exista, é preciso que os servidores sejam profissionalizados, que tenham carreira e que sejam reconhecidos e valorizados ao longo dela, que só pode existir através do concurso público”, declara Amadeu.

O vereador cita a legislação municipal para afirmar que é permitido à Prefeitura do Crato contratar profissionais de forma temporária para suprir carências de pessoal, como tem feito. “Porém, nós não podemos transformar o que é excepcional, o que é exceção, na regra”, acrescenta.

Amadeu de Freitas relembrou a visita do sindicalista Oldack Cesar a sessão da Câmara em 7 de fevereiro. Ao usar a Tribuna, Oldack enfatizou a necessidade de o município realizar concurso público para que novos trabalhadores possam contribuir com o regime previdenciário próprio do município - a PreviCrato.

“Há uma questão levantada pelo Sindicato de que sem a contratação de servidores via concurso público, corre o risco de a previdência não ter as receitas necessárias para, no futuro, pagar a quem trabalha hoje”, diz Amadeu. “É necessário que sempre que servidores se aposentem, sejam contratados outros para os substituírem”, completa.

Diante das restrições de recursos federais e estaduais e da própria arrecadação municipal, Amadeu diz entender a dificuldade financeira da gestão cratense. “Temos que encontrar uma solução e a forma correta de resolvermos essa questão da profissionalização do serviço público iniciando com a questão do concurso público”, finaliza.


Cautela

Líder do prefeito Zé Ailton Brasil na Câmara Municipal, o vereador Renan Almeida (PEN) diz que o município precisa ter cautela devido a reduções de recursos oriundos de repasses dos governos federais e estaduais. "O estudo deve ser feito para que não haja um concurso público muito amplo e que a Prefeitura possa não arcar com os custos dos funcionários públicos”.

ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Moradores reclamam de obra paralisada em Crato

Moradores do entorno da Encosta do Seminário foram surpreendidos, em abril, por uma forte chuva que derrubou parte do paredão da Encosta....