Notícias de Crato, Ceará.

Casa de Taipa é reaberta a visitações

Foto: Ed Alencar - Diário do Nordeste

Por Rafael Pereira 

A Casa de Taipa do Sítio Fundão foi reformada pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado (SEMA) e entregue na quarta-feira, 15. Além de ter preservado a arquitetura original do edifício, a obra final conta com diversas salas temáticas de visitação para que as pessoas conheçam a unidade de preservação e sensibilização ambiental.

São quatro salas temáticas que fazem parte do Centro de Visitantes. Cada uma delas mostra um pouco sobre a história do local como exposição de objetos antigos, fotografias da fauna e flora da unidade e litogravuras de artistas regionais e nacionais. 

A Sala Rotativa Cultural retrata como as pessoas viviam no começo do século com exposição de móveis antigos, e principalmente como era o contato delas com a natureza exibidas em uma exposição de Litogravura, que é uma técnica de criação de marcas ou desenhos em uma matriz de pedra calcária.

Já na Sala Flona, Fauna, Geologia e Recursos Hídricos são expostas fotos da Chapada do Araripe e da unidade de conservação, tais como árvores centenárias, plantas nativas, trilhas e todos os espaços naturais. Segundo a Secretaria de Meio Ambienta do Estado, 

“O objetivo (deste espaço) é trazer a este ambiente componentes da geologia natural da região que perpassam sobre a unidade de conservação, visando a contribuir com a riqueza cultural do estado.”

Sala de Vídeo é um espaço para exibição de vídeos, filmes e documentários que promovem a educação ambiental, como também será um local para reuniões e diversas atividades como oficinas e palestras. 

A secretaria manteve a estrutura original do edifício construído em 1950, que é a única casa de taipa do Ceará com primeiro andar. A restauração de início visava reparos na estrutura que estava deteriorada pela ação do tempo correndo o risco de desabamento. 

O valor final da obra não foi informado pelo governo, mas no final do ano passado, quando o Crato em Foco informou o inicio do projeto, a obra estava orçada em R$ 100.000.


ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Moradores reclamam de obra paralisada em Crato

Moradores do entorno da Encosta do Seminário foram surpreendidos, em abril, por uma forte chuva que derrubou parte do paredão da Encosta....