Notícias de Crato, Ceará.

Salário mínimo ideal no Cariri deveria ser de R$ 3 mil, aponta pesquisa da URCA

Pesquisa é feita mensalmente desde 2009 por professores e alunos do curso de Economia da URCA
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Deveria ser de R$ 3.245 reais o salário de uma família que more no Cariri e seja formada por dois adultos e duas crianças. A estimativa é resultado de pesquisa feita mensalmente por um projeto de extensão da Universidade Regional do Cariri.

Ele reúne professores e alunos que pesquisam mensalmente o Índice de Custo de Vida da Região Metropolitana do Cariri para chegar a resultados como este.

“Seria o salário mínimo necessário para uma família com esses quatro membros terem acesso à alimentação, vestuário, transporte e outros produtos que são consumidos ao longo do mês”, conta o professor Marcos Brito, doutor em economia e professor da URCA.

A pesquisa é feita de acordo com doze produtos que compõem a cesta básica, como arroz, feijão, carne, pão, leite, entre outros.

Fazemos uma pesquisa dos preços desses produtos que compõem a cesta básica, explica o professor. A partir desses preços, que são coletados pelos estudantes do curso de Economia da URCA, eles fazem a pesquisa no início do mês e no início do mês seguintes nós fazemos os cálculos.

Alimentação

A pesquisa chegou ao resultado de que no Cariri, 35,71% do orçamento familiar vão para alimentação. O professor Marcos Brito reconhece que o pagamento deste salário é inviável, mas explica a contribuição dos cálculos.

“Não necessariamente este salário deve ser aplicado, porque a aplicabilidade dele é inviável”, admite. “Esse nosso cálculo seria, na realidade, para mensurarmos um nível de conforto para essas famílias e uma qualidade de vida mais elevada”, acrescenta.

Os itens que têm maior peso na cesta básica no Cariri são a carne, que representa 30%, frutas e o pão francês. Boa parte desses produtos tiveram seus preços elevados nos últimos 60 dias.

Ainda sobre a pesquisa, o professor julga ser fundamental a participação dos estudantes do Curso de Economia da URCA, especialmente na coleta de dados. O projeto de extensão existe há sete anos, proporcionando estudos como a pesquisa apresentada nesta matéria.


ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, jornalista, historiador, mestrando em Jornalismo e especialsita em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Prefeito de Crato garante urbanização da Baixada Fluminense

Recursos articulados pelo vereador Amadeu de Freitas (PT) junto a deputada federal Luizianne Lins (PT), por meio de emenda parlamentar, v...