Notícias de Crato, Ceará.

Incêndios florestais aumentam 50% em 2016

Fotografia mostra queimada acidental na Serra da Lagoa, em Dom Quintino
  Foto: Rafael Pereira - Crato Em Foco
Por Rafael Pereira

As ocorrências de incêndios florestais aumentaram em 50% no estado do Ceará, segundo levantamento do Inpe (instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), durante os meses de outubro, novembro e dezembro nos quais o tempo fica mais seco. 

Diante disso, o Crato, principalmente na chapada do Araripe, não fica de fora. O levantamento afirma que em 2016 foram registrados 3.605 focos ativos no estado. Segundo o Inpe, as ocorrências são causadas tanto pelo aumento da temperatura quanto, especialmente, pela ação humana.

"A fumaça vai para as casas e fica incontrolável. A gente está perdendo o nosso bem maior, que é a Chapada do Araripe", lamenta o professor de educação física Aristóteles Teles, que mora do Crato.

“Além de o clima estar propício, tem os incêndios criminosos. É preciso repassar isso para as autoridades", afirma ainda o professor que também utiliza as redes sociais para divulgar e alertar aos órgãos competentes.

Por se tratar de uma ação do homem, a prática de queimadas pela agricultura das chamadas “brocas”, também é a causa de incêndios onde muitas vezes o fogo não é controlado atingindo um espaço maior, trazendo prejuízos. 

“A queimada é uma prática cultural, já existem diversas alternativas para suprimir, mas ainda é muito utilizada para 'brocar' o terreno, na linguagem popular. Mas trazem grandes prejuízos, empobrecendo a flora e a fauna", explica o analista ambiental Humberto Fragoso, do núcleo Prevfogo do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Neste mês de dezembro, até o momento, já foram contabilizados mais de 320 focos no estado, o que contabiliza 40 incêndios por dia. Até setembro, o Corpo de Bombeiros do Ceará se prontificou em 1.544 ocorrências. 

A maior incidência ocorre nos meses de outubro, novembro e dezembro. Nas zonas rurais como nas áreas urbanas, o aumento é registrado por conta do clima seco, sem contar a ação do homem.

ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - e no artigo 5º da Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Prefeito de Crato garante urbanização da Baixada Fluminense

Recursos articulados pelo vereador Amadeu de Freitas (PT) junto a deputada federal Luizianne Lins (PT), por meio de emenda parlamentar, v...