Notícias de Crato, Ceará.

Estudantes da URCA protestam contra mudanças no PIBID que podem prejudicá-los

Por Rafael Pereira, estudante de Jornalismo da UFCA

Em meio a cartazes e protestos contra o governo interino – Michel Temer - e as novas regras para o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), foi realizada, na tarde dessa terça, 17, no centro da cidade do Crato, um ato em manifestação por alunos e professores do centro de artes da Universidade Regional do Cariri (URCA). O movimento denominado “Fica Pibid” é um protesto contra a nova portaria 46/2016 da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) que visa mudar muitas regras do programa que, segundo alunos e professores, vêm desqualificar sua importância.

Estudantes da URCA protestam contra mudanças
 no PIBID que podem prejudicá-los |

 Foto: Rafael Pereira - Crato Em Foco

O ato começou na Praça Siqueira Campos e seguiu pelo Centro da cidade até a URCA, e contou com a presença de estudantes e professores além de algumas pessoas que acompanharam o protesto. Eles impunham cartazes e faixas com os dizeres “Fica Pibid Teatro”, “Golpistas não Passarão” além de gritarem palavras como “Não vai ter golpe, vai ter luta”.

Para a professora do curso de Artes e Teatro da URCA, Mônica Melo, a portaria impõe novas regras que visam diminuir o prestígio do programa que tanto beneficiou alunos em preparação para a docência.

Segundo Mônica, as novas regras “vem com uma nova proposta que completamente desqualifica o programa”, conta “e dentre essas regras é que os cursos de Artes Visuais, de Teatro, de Educação Física e de Língua Estrangeira eles passam a ficar submetidos ao curso de letras como um subprograma. Então aquilo que agente tinha o mesmo patamar de importância que tínhamos a Matemática, a Geografia e o Português agora a proposta é que não, agente vá pra debaixo do tapete”, acrescenta.

Estudantes da URCA protestam contra mudanças no PIBID que podem prejudicá-los |
 Foto: Rafael Pereira - Crato Em Foco

Entenda
O PIBID é um programa institucional, do Ministério da Educação (agora Ministério da Educação e Cultura), que por meio da CAPES visa à iniciação do estudante à docência, ou seja, a profissionalização para o ensino em escolas da rede estadual ou municipal.

Por meio de uma bolsa de custeio o aluno cumpre uma série de empenhos dentro da sala de aula onde aperfeiçoará seu começo na vida como professor o que implicará no ganho acadêmico e para seu currículo. O projeto tem beneficiado milhares de estudantes de todo o país, em que além de receberem um auxilio financeiro, é uma porta de entrada para a vida profissional como professor.

Desde o ano passado, o programa sofreu diversas ameaças para que seja extinto o que ocorreu em protestos de insatisfação por estudantes de todo o Brasil para que o programa permaneça. Durante os últimos dias a CAPES lança uma nova proposta, por meio de uma portaria, onde se convenciona novas regras o que gerou descontentamento dos estudantes em que compromete a existência e permanência do programa.

Estudantes da URCA protestam contra mudanças no PIBID que podem prejudicá-los |
 Foto: Rafael Pereira - Crato Em Foco


  Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:
ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

1 comentários:

  1. Lamentável que um projeto tão importante como o Pibid esteja nessa situação,isso é reflexo de um país que valoriza a educação.

    ResponderExcluir

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, jornalista, historiador, mestrando em Jornalismo e especialsita em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Prefeito de Crato garante urbanização da Baixada Fluminense

Recursos articulados pelo vereador Amadeu de Freitas (PT) junto a deputada federal Luizianne Lins (PT), por meio de emenda parlamentar, v...