Notícias de Crato, Ceará.

Crato EC tenta renegociar dívidas para poder disputar a Série B


Sem Certidões Negativas de Débito exigidas pela Lei Profut, o Crato Esporte Clube bem como as demais equipe da Série B, não poderão disputar a competição. A direção do Azulão segue, portanto, realizando balanço financeiro das dívidas junto à Justiça do Trabalho e Receita Federal para apresentar as certidões.

O presidente do clube, Hermano Teles, informou ao Crato Em Foco, que tenta renegociar essas dívidas para disputar o certame. Apuramos que elas são três: com o ex-técnico Marçal, e dois jogadores que passaram pelo clube, Zé Paulo e o goleiro Jayme.

“Ele (Contador do clube) está finalizando alguns detalhes para saber, de fato, qual é o valor para que a gente possa renegociar essas dívidas junto ao Ministério do Trabalho e à Receita (Federal) para que a gente possa estar apto para iniciar a Série B do Cearense”, afirmou o presidente azulino.

Lei Profut

A Lei Profut visa o refinanciamento de dívidas públicas dos clubes e, como contrapartida, as instituições esportivas precisam cumprir determinações de qualidade e transparência na gestão.

Todos os clubes, independentemente de aderir ou não ao refinanciamento de dívidas, terão de apresentar Certidões Negativa de Débito que comprovem que estão em dia com o fisco. Se não tiverem certidões, os clubes precisam mostrar que estão tentando obtê-las.


  Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:
ATENÇÃO: Esse artigo é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. PLÁGIO É CRIME e está previsto no artigo 184 do Código Penal. - Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Expediente

O Crato Em Foco é mantido por Robson Roque, estudante de Jornalismo (penúltimo semestre/ UFCA) e pós-graduado em Comunicação e Marketing Em Mídias Digitais. Contato: (88) 9 9714-0886

Destaque

Prefeito de Crato garante urbanização da Baixada Fluminense

Recursos articulados pelo vereador Amadeu de Freitas (PT) junto a deputada federal Luizianne Lins (PT), por meio de emenda parlamentar, v...